Fatores de Ranqueamento | DEPOISDAS22 - DEPOISDAS22

Fatores de Ranqueamento

Já deve ser do seu conhecimento que o nosso amigo Google usa em suas idexações, mais de 200 itens de classificação em seu algoritmo e nos os conhecemos com fatores de ranqueamento do Google. Muitos destes fatores o próprio Google confirma sua existência e seu uso, outros por sinal tem sua origem controversa e duvidosa, e outros ainda podem ou não se passar apenas por especulações dos nerds da tecnologia. A lista será elaborada aos poucos através de pesquisas em sites confiáveis e que serão de fontes para os todos os artigos.

Muitos especialistas e sites referêntes no assunto costuman dividir estes itens de classificação em segmentos menores, onde são agrupados por semelhança e critérios técnicos para um melhor entendimento e compreensão deste vasto e complexo mundo de SEO.

O site GoCache em 2017 postou um artigo listando estes fatores e dividiu em fatores por domínio, fatores por nível da página, fatores por nível do site, backlinks, interação do usuário, regras especiais por algoritmos, sinais sociais, sinais das marcas, fatores que envolvam spam no site e fatores que envolvam spam fora da página.

Já o site Backlinko, apesar de usar as mesmas divisões em seu artigo, usa nestas segmentações nomenclaturas um pouco semalhantes e no total de fatores de ranqueamento apresenta um total de 210 contra 205 do GoCache. Uma pequena diferença, mais que pode conter algumas dicas valiosas. 

O meu objetivo não é mostrar o melhor, nem o pior, o certo ou o errado, mais apresentar um artigo mais detalhado para cada fator de ranqueamento e deixar espaço aberto para diálogo e debate. Pois assim podemos transmitir nossos conhecimentos e aprimorá-los a cada nova oportunidade.

Um item bacana que o Backlinko apresenta no final, em meu ponto de vista é o que o autor sugere como sendo os mais importantes para 2020 do Google, segue abaixo a lista e será que concordamos com ele?

 

  • Domínios para referência, Taxa por cliques orgânica, Autoridade do domínio, Usabilidade móvel, Tempo em espera, Número total dos backlinks, Qualidade do conteúdo, SEO na página.

Estes fatores que o Google usa como ranqueamento tem como um resultado o conjunto das diretrizes que nós analistas de SEO buscamos conhecer e estudar diariamente para que seja possível apresentar a cada novo dia resultados com mais qualidade e confiabilidade da informação prestada.

Para isso precisamos entender melhor e ter em mente como o Google pensa e seus objetivos sobre o ranqueamento do Google, pois eles pretendem fornecer a melhor informação possível para seus clientes e com isso acabam por implementar diariamente novas melhorias que temos a missão de avaliar, compreender e colocar em prática.

A partir do momento que pensamos como eles, podemos interpretar os variados fatores de ranqueamento e assim poder distinguir os mais relavantes, os que devemos dar prioridades e os que não devem influenciar positivamente ou nevativamente conforme o contexto na qual nos encontramos.

 

Afinal se você está seguindo todas a diretrizes do Google, não precisa se preocupar com possíveis penalidades que são aplicadas em alguns dos mais de 200 fatores de raqueamento que possivelmente o Google analisa em nossos sites.