13 maneiras de fazer dinheiro em meio a crise - DEPOISDAS22

13 maneiras de fazer dinheiro em meio a crise

13 maneiras de fazer dinheiro em meio a crise

Se você está passando essa situação em sua família ou conhece alguém que esteja, quero apresentar uma coleção de 13 maneiras de fazer dinheiro na internet para que, mesmo em tempos difíceis, você está apto a criar essa renda, independente se as portas do emprego vêm se fechando para você ou não.

Das 13 maneiras de fazer dinheiro em meio a crise, algumas delas são para início gratuito e imediato. Por isso, para COMEÇAR só dependerá de uma ATITUDE vinda de VOCÊ.

Durante a abordagem de cada uma destas maneiras, você poderá entrar em contato para obter mais informações sobre cada uma delas, com isso sempre irei lhe indicar as melhores pessoas para cada assunto.

 

1 - VISUALIZANDO ANÚNCIOS

Existem empresas na Internet, que desde 2005 tem oferecido a oportunidade de criação de Renda que eu considero como sendo uma das melhores para quem está querendo começar sem nenhum investimento e sem ter que empenhar muita energia.

Estou me referindo aos sites PTCs (sigla em inglês que significa ‘Pago para Clicar’). A renda gerada nos PTCs não advém do mero clique em si, mas de visualizar por até 10s os anúncios oriundos de tais cliques.

Existem alguns poucos sites PTCs sérios e selecionamos os 15 melhores, que distribuem em média, entre U$0,05 a U$0,15 (leia-se: 5 a 15 centavos de Dóllar) em anúncios por dia para cada usuário.

Logo, matematicamente, é possível fazer entre U$22,50 e U$67,50. Com o Dollar valendo R$3,30 ...  Teríamos entre R$74 e R$222 por mês; além disso, alguns sites PTCs oferecem meios para otimizar esse faturamento por meio de recrutamento ou aluguel de referidos e também por meio da aquisição de pacotes de anúncios, os famosos AdPacks.

Na maioria dos sites PTCs, a transferência do dinheiro poderá ser feita quando acumular U$5 no saldo do usuário. Porém, essa transferência não vai direto para a sua conta bancária. Antes, precisa passar por uma plataforma de pagamento internacional, como o Paypal, o Payza ou o Perfect Money (os mais utilizados) ... e deles, o valor é transferido em R$ para a sua conta bancária.

Atualmente existem muitas pessoas que literalmente vivem, e muito bem, de rendas geradas de sites PTCs (entre R$4mil a R$10mil mensais); ou estão executando estratégias que otimizam o faturamento no decorrer do tempo e dão suporte personalizado aos que desejam começar a fazer dinheiro em meio à crise por meio dos PTCs.

 

2 - VEICULANDO ANÚNCIOS 

Suponhamos que você queira se tornar um Youtuber ou um Bloguer ... claro que há muito trabalho duro, muita dedicação até lá, pois você terá que produzir conteúdo relevante, para atrair os visitantes ao seu blog/canal, o chamado “tráfego orgânico”.

Quando esses visitantes se tornam seus leitores, eles são considerados sua “audiência”. É importante destacar que seu blog/canal deve tratar de um nicho específico, uma temática específica, por exemplo: culinária, beleza, saúde, tecnologia, negócios, esportes, entretenimento, downloads, entre outros. Logo, um blog/canal de filmes não vai
postar conteúdo de culinária, certo?

O fato é, que se você segmentar bem o seu público, essas visitas aos conteúdos do seu blog e aos vídeos do seu canal no Youtube, permitem que banners publicitários sejam veiculados a esses visitantes/leitores.

O Adsense é o serviço do Google responsável por veicular anúncios de diversos anunciantes, em blogs e canais do Youtube que são parceiros.

Em média, um blog/canal que gera 1000 visualizações  (CPM) pode receber entre U$0,05 a U$5,00 ... e tamanha variação se dá por uma série de fatores. Outra coisa que poderá aumentar sua receita com impressões de anúncios é a quantidade de cliques (CPC) que tais anúncios recebem, onde se pode receber em torno de U$0,03 por Clique. 

 

3 - MONETIZANDO LINKS

 

Para complementar sua receita, quero sugerir uma outra maneira de fazer dinheiro com o conteúdo que você produz como Blogueiro ou Youtuber, principalmente se seu conteúdo envolver a oferta de downloads ou tutoriais, que costumam receber muitos cliques em links.

Existem empresas que oferecem o serviço de encurtador de link, o Google por exemplo, mas que não lhe pagam nada pelos cliques. Por outro lado, existem algumas que lhe pagam por cada clique.

Como funciona? Bem! Como seu link de download fica encurtado, as pessoas que clicam nele são “obrigadas” a visualizar uma Publicidade por 5 segundos, em média, e só depois elas poderão efetuar, de fato, o download desejado.

A cada 1000 cliques, é possível receber em torno de U$5. Por isso que blogs/canais de downloads e tutoriais são muito bem pagos por essa modalidade de renda. Só que, claro, muito trabalho haverá antes de alcançar tal marca.

Selecione, dentre quase uma dezena de opções, a melhor e mais confiável empresa que oferece esse serviço, além da possibilidade de gerar receita de duas outras formas.

4 - MONETIZANDO PALAVRAS-CHAVES

Para completar a exibição de publicidades automáticas, no seu blog é possível também monetizar as palavras-chaves que aparecem no corpo da sua postagem. Palavras-Chaves são expressões que trazem a ideia central do post. Para uma postagem falando de maquiagem, por exemplo, expressões como “beleza”, “baton de qualidade”, “lápis de olho”, “maquie-se a si mesma”, são exemplos de palavras-chaves.

Explorando essa ideia, existe uma empresa que pioneirizou a exibição de publicidade quando o leitor coloca o mouse sobre 5 palavras-chaves aleatórias que o sistema escolhe.

Com tantas possibilidades de inserção de propaganda no blog, é preciso tomar cuidado para não extrapolar na quantidade. Logo, escolha como irá veicular propagandas de acordo com o perfil do seu blog. 

 

5 - FAZENDO MERCHANDISING

 

Fazer a divulgação de algum estabelecimento, empresa ou marca que seja da sua cidade, país ou internacional, também tem gerado uma excelente fonte de receita. Mas claro, que para isso, o tamanho da sua audiência precisa ser significativa.

Você literalmente cobra uma quantia desses estabelecimentos/empresas/marcas por você colocar um banner deles no blog, enviar e-mails de recomendação, postagem de recomendação nas redes sociais, ou gravar um vídeo recomendando-os.

Claro, que dependendo da audiência e das visualizações mensais do seu blog/canal/e-mail, a quantia a ser cobrada pode variar de R$300 a R$10mil, em média, e mensalmente. Os detalhes do merchan são descritos no “Mídia Kit”, um documento descrevendo como se dará a divulgação, bem como sua audiência mensal e outros números relacionados a redes sociais e lista de e-mails. 

 

6 - CRIANDO INFOPRODUTOS

Você tem algum insight ou conhecimento que você acumulou como especialista em sua profissão, e você se dispõe em “empacotar” esse conhecimento ou insight (por meio de conteúdo em forma de texto (eBook), áudio (PodCast), vídeos (Curso Online), ou uma área de membros dispondo de todos  os formatos ao mesmo tempo? Você domina alguma linguagem de programação e se dispõe a criar um aplicativo para celular, programa de desktop ou soluções web?

Bom, então você pode criar um infoproduto! Ou seja, algo que possa ser fabricado em Bits, vendido e distribuído digitalmente, quer por meio de licenças de uso, mídias de armazenamento (CD/DVD de Instalação) ou por meio da própria Internet, possibilitando maior escala de distribuição.

Acredite! Existem atualmente infoprodutores que faturam 7 dígitos (mais de R$1milhão) por ano.

Claro que eles não chegaram a esse nível da noite para o dia. Houve muito Hard Work. Porém, vamos manter os pés no chão, e conquistar nossas primeiras centenas de reais. E para isso, é preciso parar para pensar em como solucionar um problema real das pessoas através do seu conhecimento em forma de infoproduto.

Você pode vender seu infoproduto com pagamento único ou com pagamentos recorrentes (via mensalidades, por exemplo), esse último normalmente aplicado a conteúdos com frequentes atualizações. Caso você tenha o conhecimento, mas não possui o domínio de certas áreas da informática para fabricar um infoproduto, ou vice-versa ... você poderá encontrar uma outra pessoa que lhe complemente, formando uma parceria de coprodução.

Não adianta fabricar um produto e deixar ele escondido na gaveta, não é verdade? Para que haja possíveis interessados, é preciso divulgar sua oferta. Embora também façam as divulgações por eles mesmos, quase todos os infoprodutores se utilizam de plataformas de afiliados para massificar a divulgação dos infoprodutos, além de intermediar os pagamentos e a entrega, no automático. 

 

7 - DIVULGANDO PROGRAMAS DE AFILIADOS

Se você quer faturar online por meio da modalidade CPA. Essa modalidade comissiona você por alguma ação executada pelas pessoas que clicaram no Link de Indicação que você divulgou no seu blog, vídeo, post ou e-mail. Essa ação, normalmente é uma ação de compra feita por alguma pessoa. E como essa compra foi feita por meio de uma divulgação que você faça, você receberá uma comissão de venda.

E como o distribuidor do produto/serviço sabe que foi você quem fez a indicação? Bem, através dos programas de afiliados, que disponibilizam os links de Indicação, e recolhem a sua comissão automaticamente. Estamos falando de comissões altas, em torno de 40% a 60% do valor da venda. E uma das principais vantagens é que você, como afiliado, não tem obrigações diretas com o Cliente, pois tudo ficará por conta do produtor/distribuidor. Por outro lado, você só precisará tomar cuidado para indicar produtos/serviços de qualidade, para não queimar sua credibilidade.

Existem pessoas que faturam dezenas de milhares de reais por ano com o mercado de afiliados. Sim, e da mesma forma, chegar nesse nível demandou muito trabalho duro e persistência. Existem programas de afiliados para praticamente todos os nichos de mercado, principalmente em formato de infoprodutos, onde as maiores comissões residem, já que os custos de produção e distribuição são reduzidos quando comparados a produtos físicos. 

 

8   - REVENDENDO DOMÍNIOS

Imagine um Brasil recém-descoberto, com a chegada dos primeiros “índios”. Imagine que todo o Território Brasileiro fosse dividido em dezenas de loteamentos, e que cada loteamento tivesse milhões de lotes, todos com as mesmas dimensões, e quase todos ainda sem dono. Imagine ainda que cada lote pudesse ser registrado no seu nome por apenas R$30 num cartório, sem burocracia, tendo que fazer o pagamento apenas do IPTU anual de mesmo valor.

Pronto! Acabei de descrever para você o Mercado de Domínios na Internet Brasileira. Os Loteamentos são os .com.br / .com / .net / .org ... dentre outros. Os Lotes são os endereços dos Sites www.seunome.com.br, www.suaempresa.com ou www.palavraqualquer.net ... por exemplo. Perceba que há uma variedade enorme de combinações. Mas o fato é que, assim como os imóveis, os endereços dos sites se valorizam com o tempo. Por qual razão? Ora, pelo fato de os melhores lotes já terem sido adquiridos. Em 1994 havia menos de 3mil sites em todo o mundo; porém 20 anos depois, em 2014, mais de 1 bilhão de sites haviam sido registrados.

E o fato é que, se os melhores lotes foram adquiridos, logo eles podem ser vendidos por altos valores.

Quer uma ideia de quanto de ganhos estamos falando?

Claro, que é necessário algumas estratégias para achar uma Mina de Ouro do Futura. Afinal, quem diria que o Facebook compraria o fb.com por U$8,5 milhões né verdade? Heheheh

Se você for entrar nesse Jogo, você vai precisar pesquisar a respeito, e se registrar em Plataformas que Intermediam a Compra/Venda de Domínios, como o Sedo e o Escrow.

Korea.com e SEO.com = US$ 5 milhões

Toys.com = US$ 5,1 milhões

Casino.com e Slots.com = US$ 5,5 milhões

Beer.com = US$ 7 milhões

Business.com e Diamond.com = US$ 7,5 milhões

Fb.com = US$ 8,5 milhões

Porn.com = US$ 9,5 milhões

Fund.com = US$ 9,99 milhões

Hotels.com = US$ 11 milhões

Sex.com = US$ 13 milhões

PrivateJet.com = US$ 30,18 milhões

VacationRentals.com = US$ 35 milhões

Fonte: The Next Web

Além disso, enquanto a Venda Milionária não acontece, você poderá “Estacionar Seu Domínio”, fazer “Contratos de Redirecionamento”, Veicular Anúncios ou Divulgar Programas de Afiliados, para aproveitar o Tráfego Orgânico que chega à Home ... o que também pode gerar uma boa grana.

 

9 - VENDENDO VIA DROPSHIPPING

Em suma, o Dropshipping é uma modalidade de e-commerce baseada no envio de poucas unidades, saindo do Fornecedor direto para o Cliente, sem que o produto seja estocado pelo Distribuidor ou passe por ele. Essa modalidade ficou muito conhecida aqui no Brasil na época em que muitos brasileiros compravam produtos da China e dos EUA para revenderem no Brasil. Quem aqui não lembra dos famosos celulares ching-lings? heheheh

Pois é! Esses brasileiros perceberam que poderiam vender os produtos dos fornecedores sem ter que tirar 1 centavo do Bolso. Antes, esperavam que algum cliente fizesse uma encomenda em seu catálogo virtual, e com o dinheiro do cliente o vendedor fazia a compra do produto no fornecedor, e pedia que o fornecedor enviasse direto para o endereço do cliente. Veja como isso se dava na ilustração ao lado.

Claro que não se faz dropshipping apenas importando. Você pode fazer uma parceria com alguma empresa da sua cidade, propondo esse novo canal de vendas. Nessa crise, as empresas realmente buscam aumentar as vendas, e essa sua proposta pode ser muito bem recebida. Basta que a empresa autorize você fazer retiradas do produto no estoque, quando houver demanda.

Agora a pergunta é: O que fará o cliente comprar um produto por encomenda e não a pronta entrega? A resposta é simples: O Preço. Quando fiz dropshipping em 2012, quando o Dóllar estava em torno de R$2,20; eu importava uma Caneta Espiã por R$29. Se fosse uma Venda Normal, ou seja, eu tirando dinheiro do meu bolso para comprar e estocar em casa, o preço era R$90. Agora, se fosse uma Venda Dropshipping, o preço era R$50. Note que valia muito a pena pro cliente comprar via encomenda, mesmo que demorasse para chegar. Por isso, faça uma pesquisa de Mercado, antes de escolher o produto e a margem de lucro que deseja trabalhar.

 

10 - VENDENDO VIA MARKETPLACE

Como eu fazia Dropshipping importando da China, os produtos demoravam 60 dias em média para chegar via Correio no endereço do destinatário. Isso demandava muitas reclamações dos clientes, mesmo sabendo eles que a encomenda tinha esse prazo de entrega.

Essa foi uma das razões que me fez tão logo deixar o Dropshipping para começar a vender via próprio Estoque em Marketplaces. Um Marketplace é um Shopping Virtual, onde diversos Vendedores divulgam seus Produtos. Os mais conhecidos são o Mercado Livre e o QueBarato.

Outra coisa que me fez partir para vendas com estoque foi a margem de lucro. Como já citei anteriormente, eu comprava uma Caneta Espiã por R$29, e o valor de comercialização dela no Mercado Livre era de R$90. Importei por 6 meses, fiz mais de 57 importações, mais 312 peças; investindo um total de R$3.600; e tendo um Lucro Líquido de R$6.000, em um período de 6meses ou seja, uma média de R$1.000 mensais.

Fiz minhas últimas 44 importações para consumo próprio, inclusive roupas para a esposa e para minha bebê. Só aí economizei uma grana. heheheh

Depois que o Dóllar teve grande alta, julguei inviável continuar importando. Mas foi uma excelente experiência. Porém, assim como mencionei anteriormente, eu poderia ter usado fornecedores brasileiros, de preferência, fabricantes da própria cidade.

Uma das desvantagens do Marketplace, é que ele cobra 10% sobre a Transação. Uma margem compreensível tendo em vista a estrutura que é disponibilizada para a vendas dos produtos.

 

11 - VENDENDO VIA LOJA VIRTUAL PRÓPRIA

Se você fez uma Boa Reputação por meio do Dropshipping, do Marketplace ou por meio de Vendas no Offline, está na hora de pensar em vender em sua Loja Virtual Própria. Nela, você terá o controle de tudo, e reduzirá taxas como a de 10% do Mercado Livre.

Os vendedores mais experientes vendem na Internet pelas 3 Maneiras, com o objetivo de abrirem seu leque de alcance. Afinal, muitos clientes ainda gostam de comprar no Mercado Livre, pois lá podem conferir a credibilidade do vendedor. Por outro lado, vendedores que possuem Loja Virtual Própria também recebem  uma parcela de credibilidade e profissionalismo. No início, portanto, faça esse tripé até que sua Marca se sobressaia no Mercado; depois fique só na Loja Virtual, como ocorre com os grandes varejistas. 

 

12 - EXECUTANDO SERVIÇOS ONLINE

É bom em digitação? Sabe traduzir? Manja de programação? Domina alguma ferramenta digital? É especialista em alguma área do conhecimento? Bom! Então que tal fazer dinheiro com tal habilidade? Analista de SEO, Analista de Mídias Sociais, Gerente de Marketing Digital, Redator, Programador, Web Designer, Designer Gráfico, Ilustrador, Animador 3D, Tradutor, Fotógrafo, Secretária Virtual, Consultor, Desenvolvedor de Apps, etc ... são algumas das Profissões Home Office da atualidade, muito comuns de serem contratadas, por sinal.

Plataformas como Freelancer, Prolancer, Workana e Fiverr possuem milhares de serviços a espera de um desses profissionais. Claro que lá a concorrência existe, em média 15 profissionais pleiteiam o serviço ofertado, mas mesmo assim é bem menos quando comparado a ofertas de emprego no mundo offline. Se você já possui um portfolio apresentando os trabalhos que já tenha feito, poderá aumentar suas chances de ser escolhido. No Fiverr há uma dinâmica interessante. Lá os serviços recebem o nome de Gigs com preços a U$5. Mas, nas demais Plataformas, há serviços cujos contratantes estão dispostos a pagar valores que vão desde R$15 a R$5.000, dependendo da complexidade.

 

13 - DESENVOLVENDO MARKETING MULTINÍVEL

Por falta de conhecimento ou por receio, as pessoas vêm taxando como pirâmides financeiras as empresas sérias que adotam o Marketing Multinível como estratégia de vendas. Claro que nem todas as Organizações que se baseiam no formato piramidal de administrar são pirâmides ilegais. Se estruturamos os níveis hierárquicos das instituições governamentais, empresariais, religiosas, militares, ou até mesmo familiar, encontraremos o formato de uma pirâmide organizacional.

O fato é que o tsunami de pirâmides financeiras que surgiram recentemente, trouxe à tona o conhecimento de muitas pessoas em relação a existência de empresas que fazem o Marketing Multinível Legítimo ... mas por outro lado, trouxe à tona também um certo descrédito à imagem do MMN, devido ao fato de várias pessoas terem sido vítimas das pirâmides financeiras. Porém, é preciso de conhecimento e maturidade para saber distinguir as coisas. Você pode ouvir o MultinívelCast para aprender mais a respeito desse assunto, além de ter acesso a dicas de Empreendedorismo.

Tal como existem políticos bons e ruins, empresários bons e ruins, religiosos bons e ruins, militares bons e ruins, e profissionais bons e ruins, também há as empresas sérias do MMN e as pirâmides financeiras.

Atualmente, a ABEVD (Associação Brasileira das Empresas de Vendas Diretas) é a representante nacional da WFDSA (World Federation of Direct Selling Associations). Essas entidades orientam a prática do MMN no Brasil e no mundo. A ABEVD relaciona algumas empresas de MMN que atuam no mercado brasileiro, dando mais segurança jurídica, financeira e operacional aos empreendedores que querem empreender na Indústria do MMN.

Há algumas peculiaridades nessa maneira de fazer dinheiro em meio a crise:

→ Mudança rápida no midset: A sua eentalidade e a forma de como você vê as coisas são reprogramadas. Resultado oriundo da exposição de fatos empresariais e projeções financeiras.

→ Habilidades de negociação: Através dos treinamentos práticos semanais e de estudos por conta própria, você aprenderá a arte da Negociação e da Persuasão.

→ Network entre Empreendedores: Não só você está no barco, mas uma rede inteira de profissionais engajados, comprometidos com o que sonham ou almejam para si e suas famílias.

→ Reconhecimentos Voltados à Meritocracia: As empresas sérias do MMN são muito boas em recompensar a você pelo seu esforço, resultados e comprometimento para com a sua equipe.

De todas as 13 maneiras de fazer dinheiro, desenvolver o MMN tem uma vantagem ímpar, conhecida como duplicação. Nesse formato é possível construir uma rede de clientes (Comprando  produtos com até 50% de desconto) e uma rede com outros empreendedores, não apenas por mas por diversos níveis de indicação, inclusive utilizando a Internet.

Assim como um avião, que para decolar requer muita propulsão nas turbinas; o mesmo acontece para quem decide trabalhar profissionalmente no marketing de relacionamento: muito trabalho duro e dedicação no início do negócio, para que sua rede comece a gerar renda residual para você, como fruto do seu trabalho e graças ao poder da duplicação que só é possível no Marketing Multinível. Pois, conforme disse Jean Paul Getty: Chegará o momento em que você não será remunerado pelos 100% do seu esforço, mas pelo 1% do esforço de 100 outros empreendedores.

Os ganhos estimados para os profissionais do MMN que chegam à maturidade do negócio, giram em torno de R$2 mil a R$100 mil mensais ... claro que há os que ganham mais, mas sejamos pé-no-chão. Afinal, depende da dedicação e do tempo que o empreendedor persiste no negócio.

  

CONCLUSÃO

 O objetivo em apresentar 13 opções para você dar um START na Internet não é fazer com que você fique indeciso de qual ou quais escolher.

Se você quer construir um negócio que contribuirá para com seu desenvolvimento pessoal, e que dará acesso a uma conexão mais rápida com outros empreendedores de sucesso, opte por desenvolver um negócio de MMN. E à medida que for amadurecendo, vá agregando outros negócios. A ideia é que você crie uma renda em meio à CRISE ... SAIA DA INÉRCIA ... COMECE! AGORA!

Olá, deixe seu comentário para 13 maneiras de fazer dinheiro em meio a crise


Enviando Comentário Fechar :/